quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

ERROS...


















Um deslise sem pensar ,
Uma palavra lançada ao relento
Uma mágoa ,
Falo sem relutar
Te acerto sem exitar
Um bem querer triste
Que na solidão ainda resiste
A beira do abismo,
De prontidão a se jogar
Forasteira Perdição,
Afeição do medo,
Em detrimento do erro
O mais insano .
Cai o anjo arrependido 
Desabando-se em prantos .
Vendo a luz do perdão
ultrapassar as barreiras da alma
é difícil aceitar .
Pois  só o amor é capaz de perdoar

7 comentários:

  1. Mais uma vez arrasando. Gostei muito!
    Só a maturidade tem o dom de controlar as palavras, mas só o amor tem o dom de perdoar as que nunca deveriam ter sido ditas.

    ResponderExcluir
  2. ''Pois só o amor é capaz de perdoar''
    Arrasou!

    http://olhardeliz1995.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. http://diisturbedhead.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Gostei do teu blog e de tuas poesias. Parabéns! É legal visitar uma página bem cuidada, interativa e com bom conteúdo. Se quiser visitar o meu, bem mais simples, é http://poemasnemora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. O amor traz consigo um rastro de dor. Resta saber se vale a pena, por ele
    se deixar levar.
    Creio que não.

    ResponderExcluir
  6. Passando pra visitar e amei seu blog te desejo uma feliz páscoa e estou te seguindo
    se poder seguir o meu agradeço bjs
    http://amoreluz10.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi, vi seu blog por acaso e adorei muito.
    É bom encontrar pessoas que sabem como lidar com palavras e escrever o que muitas vezes não sabem como dizer.
    Gostei muito, parabéns!!!
    http://irisneilydeoliveira.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Comente aqui :